13.11.06

Tecnorgânica I

Teknorganika I

- Uma verdadeira maravilha da natureza! Adoraria conhecer o planeta de origem dessa forma de vida. Apaixonante!

O Dr. Gustavo Silveira parecia hipnotizado pela beleza da criatura em sua mesa de dessecação. Passava os dedos trêmulos entre seus ralos cabelos brancos, afagava a barba volumosa, andava de um lado para o outro, mal contendo a excitação dessa nova descoberta.

- Dr. Silveira, o senhor realmente acredita que essa criatura é natural? Fruto da evolução?

- Sim, mas é claro! – respondeu em tom efusivo – Veja como as partes mecânica e orgânica se unem de forma "natural", crescem em conjunto.

Nesse momento o intercomunicador tocou. Era o general Berguer, responsável pelas forças-tarefa de defesa interplanetária.

- Gustavo, tenho noticias que devem agradá-lo bastante. Venha ao meu gabinete.

***

O gabinete do general Alfonce Berguer era como Gustavo esperava que fosse: espartano. O globo de iluminação pairava sobre a mesa simples de metal, iluminado os holomapas deste quadrante do universo. Alfonce observava os mapas em calma reflexão, anotando coordenadas em seu computador de mão.

- Sente-se Silveira – disse sem olhar para Gustavo – falo com você em um minuto.

Gustavo observou Alfonce em suas analises e ficou satisfeito com o próprio trabalho.

"Eu lhe dei um grande cérebro Alfonce. Você continua sendo minha obra-prima".

- Gustavo, tenho que falar com você sobre a criatura que está pesquisando no momento. Gostaria de um relatório completo.

- Claro, general Berguer. É um prazer falar sobre aquela maravilha. Infelizmente não temos muitos dados concretos. A criatura – chamamos de espécie tecnogânica I – é um misto de máquina e organismo vivo. Seu cérebro é formado por chips e neurônios semelhantes aos de outras espécies humanóides. Embora 50% do espécime seja mecânica, sua formação é orgânica. Cabos, chips, placas, tubulação... Tudo!

- Alguma idéia de como a criatura se reproduz?

- Ainda não. Eu acredito que seja através de reprodução sexual. Meus colegas acreditam que seja de forma assexuada, que eles são construídos por uma inteligência central, com matéria orgânica recolhida do ambiente. Ainda estou procurando o órgão sexual da criatura que encontramos. Espero uma resposta positiva em alguns dias.

- Espero que você esteja certo!

Berguer tocou a tela do intercom. Brenda, sua secretária, apareceu na tela.

- Entrarei em uma reunião classificação Alpha.

- Sim senhor. – respondeu desligando.

- Gustavo, nada do que for dito nessa sala deve sair daqui.

- Claro general.

- Uma frota alienígena aproxima-se do cinturão de Alfa Centauro. Quero que você analise as imagens que temos.

***

Gustavo saiu do gabinete de Berguer com o medo estampado em sua face.

Tinha apenas alguns dias para descobrir tudo o que pudesse sobre a criatura em seu laboratório.

Se sua teoria estivesse certa, nada impediria um primeiro contato pacifico. As possibilidades no encontro com um organismo biomecanoide traria centenas de anos em evolução para ciência humana, principalmente em sua área, biocibernética.

Mas e se estivesse errado? E se a tecnorgânica I for uma espécie viral, consumindo planetas em uma linha de montagem reprodutiva?

Gustavo ligou para sua esposa tentando esconder a preocupação em sua voz.

- Lesly, meu amor, prepare minhas malas para uma viagem longa. Devo acompanhar o Sr. Miguel Cassini em uma visita diplomática.

4 comentários:

Jab Vortex disse...

Não sei se ficou bom. escrevi hoje durante o trabalho, meio correndo, entre um texto pra banner e outro.

Espero que gostem!

André Lasak disse...

Ficou bão, sim. Gostei. Assim que eu puder eu faço a revisão.

Abrá!

Tahkren disse...

Da hora! hehehe.

Fabio Ciccone disse...

Dei uma revisada de leve... adorei o texto :D